Economia de Caxias do Sul cresce em 6 meses o que o Brasil projeta para 1 ano

A economia de Caxias do Sul cresceu no primeiro semestre o equivalente às estimativas para o ano todo do Brasil. O índice acumulado em 12 meses rompeu a barreira dos 7% e, no semestre, chegou a 19%. Em junho o desempenho econômico evoluiu 20,8% na comparação com igual mês do ano passado e 5% em relação a maio último.Os dados foram apontados nesta quinta-feira (5) por dirigentes da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). A expectativa para o segundo semestre do ano é de manutenção da escala de crescimento, mas em índices menores, considerando que a base de comparação será um pouco mais elevada. Na avaliação de Mauro Corsetti, diretor do Departamento de Economia, Finanças e Estatísticas da CIC, o atual ritmo de produção se sustentará até o final do ano, a não ser que ocorra algum incidente imprevisto.

“A economia de Caxias do Sul crescerá acima da média nacional”, aposta Corsetti.

Igual pensamento tem Carlos Zignani, também diretor do departamento, que estende essa condição para 2011. Na sua avaliação, independentemente do resultado das eleições de outubro a economia não andará para trás.

“É certo que não teremos crescimento nos padrões atuais, mas a expansão ocorrerá de forma sustentável.”

Tanto que ele projeta que no próximo ano, mantido o quadro atual, as empresas deverão iniciar investimentos na ampliação da capacidade produtiva, já que em 2010 eles se concentrarão basicamente em modernização das plantas para resolver gargalos e melhorar a qualidade. A indústria de Caxias do Sul encerrou o semestre utilizando 77% da capacidade instalada, ainda abaixo dos níveis recordes de 2008.

A atividade industrial acumula em 12 meses crescimento de 9% e, no ano, 30,2%. Junho apresentou expansão de 33% na comparação com igual mês do ano passado e 1,6% em relação a maio. Os indicadores, em sua maioria, são positivos, com destaque para aumento das horas trabalhadas, compras, vendas e massa salarial.
O setor de serviços segue liderando os índices de evolução na economia de Caxias do Sul. Acumula alta de 10,1% em 12 meses e de 13,4% no ano. No mês de junho apresentou aumento de 19% sobre igual período de 2009 e de 11,8% diante de maio passado.

Embora a variação positiva de 3,9% de junho sobre maio, o comércio ainda segue no vermelho. No ano o indicador é 5,4% negativo e, em 12 meses, 2,4%. Na comparação com igual mês do ano passado houve queda de 14,7%.

O diretor do SPC de Caxias do Sul e ex-presidente da CDL, Pedrinho Ferrarini, justifica a queda mensal pelo fato de junho de 2009 ter sido um mês de vendas elevadas para o setor. Na sua avaliação, o comércio voltará a números acumulados positivos já em agosto.

Aspecto positivo no comércio é a redução dos níveis de inadimplência. Em relação a junho de 2009 os registros de valores não pagos caíram 35%, para R$ 1,8 milhão. Já a recuperação de crédito em valores cresceu 10%, para quase R$ 2 milhões.

No SPC há o registro de 68.439 CPFs considerados inadimplentes, número 4% inferior ao existente em junho de 2009. A maioria se concentra na faixa etária dos 25 aos 40 anos.

Foto: Em junho o desempenho econômico evoluiu 20,8% na comparação com igual mês do ano passado | Crédito: Luiz Chaves, Divulgação/O Caxiense